quinta-feira, 23 de junho de 2016

BÊNÇÃO SACERDOTAL EM AMULETO DE PRATA

Em algum momento entre os séculos VI ou VII a.C. (no tempo do rei Josias) alguém apagou a imagem de uma divindade protetora num amuleto de prata e a substituiu por uma invocação contra o mal usando a seguinte fórmula litúrgica: “‘Yahweh te abençoe e te guarde! Yahweh faça resplandecer o seu rosto sobre ti e te seja benigno!”.

O amuleto foi encontrado em 1979 pelo arqueólogo Gabriel Barklay nas câmaras mortuárias de Ketef Hinnon, a sudeste de Jerusalém. Embora a descoberta não seja capaz de provar que o Pentateuco já estava escrito, demonstra que algumas fórmulas presentes na Bíblia hebraica já circulavam de forma escrita. Antes da descoberta deste amuleto, o mais antigo documento contendo um texto presente na Bíblia era o Papiro de Nash (século I ou II a.C.).


Jones F. Mendonça